sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Ave Geisy

Perdoai as despeitadas
Desbundadas descoxadas
Que do alto daquelas sacadas
Imprecaram-te, mazeladas

Naturismo
Culturismo
Futurismo

Ah, quantas faculdades
Advêm dessas vaidades

Quando à rampa acessa
A tua graça altaneira
Exclama a turba possessa:
Trepa tão bem a rampeira!

Nenhum comentário: