quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Créditos

                 Este ano teve El Niño, Inverno cedendo divórcio à Primavera, de forma litigiosa. Não culpo os meteoristas, há que se ganhar o pão. Até a menopausa amazônica deu um bafão. Maldita sogra! Então o Sul é a encruzilhada do demônio?

                 Ignorando a lama que reclamou seus cadáveres, a pitangueira malicia no sorriso. Senti o cio no bico das folhas. Logo, logo, vestirá seu estampadinho. Mas, não adianta, perco para o sabiá. É sempre dele o cabaço. Depois, já bem putinha, até sobrará.

                 Fumo até brochar. Antes, era pra caralho. Dizem que o caracu alevanta. Sei não... Num canto, o buquê das bromélias se ri da hipocrisia. Eu, com cara de cu, embromo, ajardinando créditos de carbono.

quinta-feira, 24 de setembro de 2009