sexta-feira, 13 de julho de 2007

Tango


Provoca e foge
Na cintura
te alcanço

Se desvencilha
Te busco
e abraço

Com o olhar
te penetro
e devasso

Inútil fugir
Imponho
o compasso

É doce
o arfar
do teu cansaço

Um comentário:

Realista Ueno disse...

sensual e belo em toda a simplicidade dos versos...gostei